Orientação Tributária – 07/2013

Orientação Tributária – 07/2013

Data: 21.09.2013

Domicílio Tributário do Contribuinte – DTE na RFB

José Homero Adabo (1)

A Receita Federal do Brasil, por meio do Ato Declaratório Executivo Corec nº 2, de 19/07/2012, instituiu o Domicílio Tributário do Contribuinte – DTE, para que este tenha acesso às informações fiscais de seu interesse.  Na verdade, esta exigência já estava prevista quando da criação do e-CAC (Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte), pela IN/RFB nº 1.077, de 29/10/2010.

Ocorre, todavia, que neste ínterim, a RFB estava se preparando para a ampliação da fiscalização eletrônica de contribuintes, em especial os da Previdência Social, que exigem muitas alterações internas.

Assim, a partir deste mês, a RFB já iniciou a fiscalização eletrônica dos contribuintes sujeitos ao recolhimento ou a retenção na fonte do INSS.  A RFB já está enviando para o endereço eletrônico do contribuinte notificações em Auditoria de compensação das GFIPs (é a guia de recolhimento do INSS), para todas as empresas que vem sofrendo a retenção de 11% de INSS sobre as notas fiscais de serviços.  Estão incluídos também na fiscalização, as empresas que fizeram nos últimos anos a compensação de pagamentos indevidos ou a maior da previdência social e empresas sujeitas à desoneração da previdência social sobre a folha de pagamento (substituição da quota previdenciária patronal de 20% por 1% ou 2% da receita bruta mensal).

O Escritório Taquaral, sempre atento, apresenta abaixo alguns pontos essenciais do novo instituto, que é muito semelhante ao DEC – Domicílio Eletrônico do Contribuinte,  já em funcionamento na SEFAZ/SP, desde o início de 2011, e que foi objeto da nossa Orientação Tributária nº 05/2010, de 06/12/2010.

Para o contribuinte que já possua a certificação digital e-CPF ou e-CNPJ, bastará verificar sistematicamente (ao menos a cada semana) se há alguma notificação ou solicitação de esclarecimento postado no endereço eletrônico do contribuinte junto ao site da RFB (https://cav.receita.fazenda.gov.br/eCAC/publico/login.aspx?sistema=00050).  Já, os contribuintes que não possuam a certificação digital, deverão entrar em contato com o Escritório, para a geração de um código de acesso e senha, para o início imediato e sistemático de consultas.

O que significa esta exigência fiscal a partir de agora?

Com a entrada em vigor do DTE, a RFB postará notificações de fiscalização e outras comunicações para o contribuinte credenciado pelo meio eletrônico, dispensando-se a publicação no DOU ou o encaminhamento via correio. O DTE servirá para quaisquer comunicações com os contribuintes, sendo as seguintes as mais importantes: a) Notificação Fiscal, b) Intimação para prestação de esclarecimentos ou entrega de informações e c) Expedição de Atos Declaratórios sobre decisões administrativas em processos. Para todos estes documentos, a RFB considera o contribuinte automaticamente notificado a partir da data da postagem ou abertura da mensagem, o que ocorrer primeiro, dentro de um prazo máximo de 15 dias. Para a operacionalização do DTE, a Receita Federal permite ao contribuinte nomear um procurador eletrônico devidamente credenciado (normalmente o contador ou advogado) para consultar as mensagens eletrônicas recebidas nesta caixa postal. Muito embora, a procuração eletrônica tenha validade por tempo indeterminado, ela poderá ser revogada no DTE a qualquer tempo pelo outorgante (contribuinte) ou renunciada pelo outorgado (contador ou advogado).

O contribuinte estará doravante obrigado a consultar diariamente ou no mínimo, semanalmente, a sua caixa postal eletrônica no site da RFB, para saber se há algum comunicado, notificação e/ou intimação, em razão dos prazos legais de cientificação. O acesso deverá ser feito para cada estabelecimento do contribuinte (para cada CNPJ,  matriz e todas as filiais).

Comentários do Escritório

Com a medida, a RFB continua aprofundando os cruzamentos e ampliando a fiscalização eletrônica de todos os contribuintes. Trata-se de um novo procedimento, através do qual o órgão inovou e fechou o cerco ao contribuinte, através de uma comunicação formal direta e rápida, com poder legal de notificação.  Trata-se de uma forte interferência do Estado na vida privada das empresas e das pessoas, visando exclusivamente maior cobertura da fiscalização e aumento da eficiência de arrecadação de impostos. Na prática, a empresa deverá verificar diariamente sua caixa postal eletrônica junto ao site da RFB, pois nunca se sabe o dia em que será postado um comunicado, notificação ou intimação. O contribuinte se sente plenamente vigiado o tempo todo e por isso obrigado a consultar diariamente o seu DTE, já que a responsabilidade pela ciência será sempre sua. Os eventuais argumentos nas defesas e recursos de que o contribuinte não recebeu a notificação ou foi recebida por terceiro não autorizado, cai totalmente por terra a partir de agora.

Atribuições da Empresa

Recomendamos que cada empresa vá se preparando para designar um funcionário da sua confiança, que deverá realizar diariamente as consultas ao DTE.  É necessário que este funcionário seja orientado para que verifique a caixa postal eletrônica com cuidado, zelo e responsabilidade. Havendo qualquer comunicado, deverá contatar o Escritório para receber orientações.

Por razões operacionais e de fixação de responsabilidade fiscal, o Escritório não terá condições de consultar sistematicamente o DTE, que ficará sempre sob a responsabilidade da empresa, porém dará todas as orientações, para que um funcionário da empresa possa realizá-lo diariamente ou semanalmente, com segurança.

Esclarecimentos Adicionais

Para outras informações, esclarecimentos adicionais e atendimento aos procedimentos operacionais de credenciamento para o DTE, favor contatar o Departamento de Tributos do Escritório (falar com Sirlene ou Ana Olívia, que estarão sob a supervisão de Elizabeth Adabo  – fone 19-3251.8577).

(1) José Homero Adabo é Contador, inscrito no CRC/SP sob o nº 74.137/O-3.

 


 

Related posts

DJE – DOMICÍLIO JUDICIAL ELETRÔNICO

Em, 23/05/2024 José Homero Adabo (1) O Conselho Nacional de Justiça – CNJ estabeleceu por meio da Resolução CNJ nº 455/2022 a obrigatoriedade de as grandes e médias empresas se cadastrarem no Domicílio Judicial Eletrônico – DJE até o próximo dia 30 de maio. As empresas optantes do Simples...

Saiba Mais

MANIFESTAÇÃO DO DESTINATÁRIO: TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER

Em, 01/05/2024 José Homero Adabo (1) Pelo acompanhamento pessoal de várias fiscalizações do ICMS no Estado de São Paulo, e, às vezes por meio de diálogos com Autoridades Fiscais, temos notado que a SEFAZ/SP vem intensificando a lavratura de autos de infração, nos quais o fisco apresenta uma lista,...

Saiba Mais

JUDICIÁRIO VEM DECIDINDO PELA HOMOLOGAÇÃO DA RESCISÃO DE CONTRATO DE TRABALHO

Em, 29/04/2024 José Homero Adabo (1) Muitas empresas têm questionado sobre a manutenção, em muitas CCT – Convenções Coletivas de Trabalho, de cláusula que obriga à homologação da rescisão do contrato de trabalho de trabalhadores com mais de 1 ano na mesma empresa. É possível verificar também que algumas...

Saiba Mais
Como podemos te ajudar?
Enviar pelo WhatsApp
Cookies: a gente guarda estatísticas de visitas para melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossa política de privacidade.
Concordar e Fechar
Rejeitar
Política de Privacidade